Mundo Frio

 

 

Há membros translúcidos
Séculos tragados
Humanos destroçados
Ideias perdidas
Sonhos quebrados
Guerras interrompidas.

Um passo fora da trincheira
Uma Guerra Fria inicia-se
Robôs vendidos à preço de água
Batalha, batalhe, batalhemos
Coros infernais
Desespero mutualístico
O monte Párnaso está destruído
Tudo tinge-se num cubismo doentio
Picassa, Picasse, Picassemos.

Não há flores, há versos
Não há rifles, há ideias
Não há motivos, há apenas vingança
Não há amor, há apenas cobrança
Aja, seja, escreva
Lute!

Então você acha que estou sozinho?
Trincheiras desmancham-se
Elas existiram?
Perguntas melancólicas
Poemas sem sentido
Amor interrompido
O monte Párnaso está destruído.
Você sabe pelo que está lutando?

 

Poema inspirado na canção Cold War, da talentosíssima Janelle Monáe.

Anúncios
Etiquetado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: