Arquivo mensal: fevereiro 2011

Lerei: As Bruxas de Oxford

Eu chorei quando soube desta notícia.

HUUUUUM, BOIOLA.

Então, sem brincadeiras agora. Eu chorei foi de felicidade mesmo. Nunca havia chorado de felicidade por OUTRA pessoa, é difícil explicar. É como ver um guerreiro lutando, e finalmente vislumbrarmos a vitória.

Para quem não entende do que estamos falando, vamos lá:

As Bruxas de Oxford - por Larissa Siriani

Sim, é a mesma Lady Láh, famosíssima na Nossos Romances Adolescentes, onde escrevo. É a mesma que vez ou outra comenta aqui no blog. É a mesma que tem dois blogs lindíssimos, o Larrisa Siriani e o Cine-Books.

Enfim, é a mesma Larissa que é minha amiga querida há muito tempo, desde sua deliciosa visita ao Canadá.

Mas vamos ao que importa: Larissa Siriani acaba de publicar seu primeiro livro pela Editora Multifoco.

O lançamento vai ocorrer dia 13 de março, e você pode comprar o seu exemplar pelo site da própria editora Multifoco. Mas se você quiser outros títulos dessa querida e talentosa escritora, é só clicar aqui.

Preciso dizer que estou borbulhante de tanto orgulho? Sou quase um Chardornay da felicidade! – Clodovil feelings. HAHAHA.

Vamos à sinopse do livro!

“Era chegada a minha hora. Primeiro baile com o meu príncipe encantado,cercada por todas as bruxas malvadas. E a pior parte? Nada disso era umconto de fadas.”
A antiga Casa Azul nunca foi cenário de boas histórias. Há mais de cem anos, dizem, era lar de sete bruxas que foram queimadas na fogueira e que juraram vingança.
Mas é quando Malena, seus pais e seus seis irmãos mais velhos se mudam para lá que a lenda se prova verdade. Coisas estranhas começam a acontecer sempre que ela se exalta, e, de repente, ela se descobre cercada por um passado que ela até então desconhecia, e condenada a consertar os erros de uma vida passada. E, quando os velhos inimigos começam a aparecer, Malena vai perceber que certos sentimentos se carregam para além da vida.

Profundo, não?

Todo sucesso à Larissa!

(E que minha vez chegue logo! HAHAHAHA)

Ah, e a Clara, do blog O Feijão e o Sonho também teve uma de suas obras publicadas. Assim que tiver mais detalhes, vou fazer um post mega especial para essa garota linda que é a Clara!

Por hoje, é só!

Beeeijos, Doug.

Anúncios
Etiquetado

Promoção: iPad, Galaxy Tab e 50 Livros!

Estava vasculhando a Internet hoje, até que entrei no Skoob. Achei essa promoção m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a! É simples, basta se cadastrar, escolher se quer ganhar um iPad ou um Galaxy Tab. Ahh, mas e se você não ganhar nenhum?

Sem problemas, afinal, você ainda concorre à 50 livros!

É aquela chance de aumentar a biblioteca que todo leitor fanático espera!

Quer participar? É só clicar aqui!

Vamos lá! iPad, Galaxy Tab e 50 livros!

Eu escolhi o iPad, e vocês?!

Lembrando, que a promoção do Caindo de Boca ainda está acontecendo!

Beeeijo, galera!

Etiquetado ,

Caia de Boca nesta PROMOÇÃO!

Oi, pessoal! É com imenso prazer que anuncio a segunda promoção do Blog do Doug, em parceria com o sempre animado Caindo de Boca!

Aqui, leiam o post na íntegra que a Nilsen e a Aline, donas do Caindo de Boca (CDB para os íntimos!) fizeram:

Então, se você quiser concorrer a um exemplar de Fazendo Meu Filme, da Paula Pimenta, e de Marcada, o primeiro volume da série House of Night, de PC e Kristin Cast, aqui é o seu lugar (uma pessoa ganha os dois livros) ;D

Para participar você deve:

1) Ser seguidor do CDB;

2) Preencher esse formulário;

3) Deixar um comentário nesse post dizendo que está participando;

4) Ter endereço de entrega no Brasil (sempre bom, né).

Para ter chances extras você pode:

Divulgar no Twitter e Skoob. Mas fique atento: a cada divulgação, você deve preencher um novo formulário. E não se empolgue e faça spam, porque eu vou ficar sabendo (ui) e você, infelizmente, será desclassificado, porque né. Vai ser mancada com os outros.

A promoção vai até a meia-noite do dia 03/03 (que profético) e o resultado sairá no dia seguinte. O sorteio será feito pelo site Random.org.

Ah! E eu coloquei Parte I no título porque – óbvio – a promoção não acaba por aqui. Quando o resultado desse sorteio sair, outro sorteio, em parceria com o futuro-escritor-se-Deus-quiser Douglas Marques, vai começar.

Mas eu não vou dizer os próximos livros que serão sorteados PORQUE É SURPRESA! (e também porque a gente meio que ainda não decidiu, RISOS).

Participem, beijos, fui!

Viram que legal?! Estão esperando o que para acessar o post? É só clicar aqui!

E não se preocupem! Os livros que sortearei já foram decididos! Serão eles:

Sim, a coleção COMPLETA do Guia do Mochileiro das Galáxias! Mas antes, você deve participar da primeira parte da promoção, lá no Caindo de Boca!

Depois que a promoção do CDB acabar, a gente explica essa daqui do blog!

Beeeijo, galera! Quero ver todo mundo PARTICIPANDO!

Etiquetado ,

Eu Vi: O Discurso do Rei (The King’s Speech)

O filme é lindo, lindo, lindo! Parte de uma premissa tão simples, a gagueira, sem se tornar um filme efêmero. Colin Firth está impecável, absurdamente talentoso, mas, na minha humilde opinião, o destaque do filme é Geoffrey Rush.

Baseado em fatos reais, o filme conta a história do Rei George VI, que para superar o fato de ser gago, é levado por sua esposa (a sempre brilhante Helena Bonham Carter) para visitar mais um fonoaudiólogo, o cômico e profundo Lionel Logue, interpretado pelo grande talento do filme, Rush.

O filme, como disse, parte de um enredo simplista, transformando-o numa obra tão gigantesca que, quando termina, você percebe que a história foi contada por completo.

Querem dar uma olhada no trailer? É só clicar aqui!

O filme é ótimo, já disse. Mas meu favorito a melhor filme está com The Kids Are Alright e Black Swan, embora ache que, inevitavelmente, The King’s Speech irá vencer.

É só esperarmos!

Beijos, Doug.

Etiquetado

Eu vi: Minhas Mães e Meu Pai (The Kids Are Alright)

Perceberam que quero assistir todos os filmes indicados ao Oscar de melhor filme? HUHAUAHUAH. Com The Kids Are Alright não seria diferente. Estava louco para vê-lo.

O filme conta a história das mães Nic (Annette Bening) e Jules (Julianne Moore), que vivem juntas há mais de 18 anos. Elas tem uma filha, Joni (Mia Wasikowska) e um filho, Laser (Josh Hutcherson), concebidos graça ao advento da medicina moderna, que possibilitou a inseminação artificial.

A história se baseia na premissa dos filhos quererem descobrir quem é o pai de ambos (já que o doador de sêmen foi o mesmo em ambos os casos), ainda que Laser esteja mais desesperado para saber quem, de fato, é seu pai. Joni consegue contatá-lo, e descobrem a identidade do homem em questão: Paul, interpretado pelo sempre morno Mark Ruffalo.

Nic vê sua família entrar em colapso, ainda que esse colapso seja dezenas de vezes aumentado em sua cabeça perfeccionista e controladora. Jules começa um caso extra-conjugal com Paul, o que, basicamente, é o brilhante clímax da história, junto com a partida de Joni para a universidade.

O filme é lindo, complexo e sutil. Tem um ar controlado de Pequena Miss Sunshine, com aquela sensação de loucura contida que acaba extravasando no final. A direção de Sophia Coppola, como já citou a revista Veja, faz o filme não adquirir aquele quê de clichê.

E fora as cenas divertidíssimas, como quando Jules e Nic começam uma conversa com Laser, achando que ele é gay.

Recomendo, sem dúvidas. Um filme que faz você olhar para a sala de casa e perceber como cada família é disfuncional em si mesma. Olhem o trailer!

Outra coisa, antes que esqueça de comentar: já repararam como o Mark Ruffalo quase sempre interpreta a si mesmo? Desde De Repente 30 até agora, com Minhas Mães e Meu Pai, ele sempre interpreta aquele cara fora de ordem, anti-clichê. Contudo, agora ele começou a revelar um lado que me surpreendeu. Ao saber que seu caso com Jules foi descoberto, Paul inicia uma fagulha de brilhantismo cômico e emotivo que tinha tudo para se desenvolver, mas foi cortada pelo final rápido do filme.

Gostei bastante do filme! E vocês, o que acharam?

Beeeijos, pessoal!

Etiquetado ,

Meu curso: Direito!

Essa semana começaram as aulas. E posso dizer que escolhi o melhor curso do mundo? Que me perdoem que faz outro curso. HAHAHA!

Essa semana já conheci todos os meus professores, desde Ciência Política e Teoria Geral do Estado (Nome de matéria chiquérrima, eu sei) até o sempre famoso Direito Penal. Meus professores são fantásticos, e alguns bem, ham, bravos. HAHAHA.

Preciso dizer que sou o silêncio em pessoa dentro da sala? Sério. Quem me conhece sabe que eu pareço ser alimentado por um fogo interior incessante que me faz sete vezes mais espoleta do que qualquer criança. Mas, como todos devem imaginar, ainda estou em fase de adaptação.

Odeio não ter com quem conversar. HAHAHA. Pelo menos já conheci uma boa cambadinha, e todo mundo é beeeeeeeeeem legal 😀

Perdoem-me o sumiço, mas, como vocês devem imaginar: ESTOU ATOLADO DE LIVROS PRA LER.

Desde Teoria Geral do Estado, do Sahid Maluf até, vejam só o nome do monstro: Compêndio de Introdução à Ciência do Direito. HAHAHAHA.

Estou ferrado.

Mas, bem, por hoje é só. E já ouviram Born This Way? Legal, né? Eu esperava mais, particularmente. Mas é Lady GaGa, ficou fabuloso mesmo assim. HAHAHA.

Até mais, pessoal!

Etiquetado

Eu vi: 127 Horas

Filme estupendo! Muito bem feito, e consegue prender sua atenção da premissa mais básica possível: uma pessoa, um lugar, uma ação.

James Franco atua incrivelmente bem, dando vez e voz ao personagem (baseado numa história real!). O filme fala sobre Aron, que tem o braço preso por uma rocha numa montanha em Utah. Ele deve escolher: amputar o braço ou morrer? No meio disso, coisas mega asquerosas acontecem, como a cena em que ele bebe a própria urina.

Mas, enfim, chega de spoilers e vejamos o trailer!

Contudo, dos indicados ao Oscar que já vi até agora Black Swan, Inception e agora 127 Hours, acho que ainda rola uma dúvida bem forte entre Black Swan e Inception.

Sabia que várias pessoas desmaiaram assistindo 127 Horas? UHAUAHUAH. Eu fui forte!

Até mais, gente!

Etiquetado

Eu Vi: Cisne Negro (Black Swan)

Estou atônito. Boquiaberto.

Cisne Negro (Black Swan) é a história de Nina (Natalie Portman), que é uma das bailarinas convidadas a protagonizar o papel de Rainha dos Cisnes, no clássico Lago dos Cisnes. Contudo, ela é perfeita apenas para interpretar o singelo, doce e inocente Cisne Branco. Mas ela também tem de interpretar o Cisne Negro, que é, em suma, sua mais básica forma de antagonismo. É aí que entra a atriz Mila Kunis, e muitos outros atores e atrizes que nos deixam boquiabertos com seus talentos incomensuráveis.

Cisne Negro é um filme para ser visto, revisto, e, com tempo livre, ser visto de novo. É forte, sublime. Supera, em muitos aspectos, O Iluminado.

É a pior forma de terror que já vi. O terror psicológico aliado à alucinações e patologias severas.

Confiram o trailer!

Cisne Negro está concorrendo nas mais diversas categorias do Oscar, com exceção de Trilha Sonora, já que o filme incorpora muitas canções originais do Lago do Cisnes. É meu favorito, de todos até agora.

Em breve verei A Rede Social, O Discurso do Rei e 127 Horas. Depois conto quem acho que leva a estatueta.

Beijo, gente.

E vejam Cisne Negro!

Etiquetado

Destruição Justificada

Oi, pessoal. Hoje, cá comigo, estava refletindo sobre a situação do mundo.

Temos várias ditaduras atuando em diversos países, certo? Bem sabemos que quem sofre com fome, sede e destruição não são os próprios ditadores. Da Venezuela à Coreia do Norte, passando pelo Irã, de Hugo Chávez à Kim Jong-Il, nenhum destes monstros sofre com a destruição do próprio povo.

Falta de liberdade de imprensa, fome, mortes em massa. São apenas alguns malefícios causados por estes seres cefalicamente subdesenvolvidos. Contudo, não há revolta popular ou manifestação internacional que consiga os tirar dali. O povo sempre parece desatento demais para o fato de que caso se unam, nada poderá detê-los.

É aí que eu sou a favor da minha postura mais radical. Como diria V (do filme V de Vingança, que vocês DEVEM ver), às vezes a prisão não é um castigo bom o bastante. Sou completamente a favor da morte destes ditadores através de uma guerra infiltrada.

Vocês devem estar pensando: Meu Deus! O Douglas enlouqueceu! O blog virou um veículo capitalista!

Pelo contrário.

Sempre vi todos os seres humanos como iguais entre si, e é a perpetuação dessa desigualdade e a diminuição da condição de humanos dos que vivem em ditaduras que me revolta.

Kim Jong-Il não deixará o poder, a não ser que seja para passá-lo ao filho, Kim Jong-Un. Hugo Chávez ainda dispõe de muitos infrutíferos anos de vida. Mahmoud Ahmadinejad não parece a fim de largar o osso iraniano tão cedo.

Enquanto Kim-pai desfruta de seu uísque caríssimo e roupas importadas, a Coreia do Norte apresenta indicadores de vida que só fazem por diminuir (isso quando apresentam algum indicador, já que o país está cercado por cortinas tão cinzentas quanto a alma do próprio ditador). A Venezuela parece ser tapada por uma fita crepe que insiste em permanecer em sua boca. O Irã talvez seja o país mais cruel de todos. Sua teocracia infeliz (não critico os muçulmanos, pelo contrário. Critico o uso que Ahmadinejad faz da religião através de sua visão xiita) só faz por chafurdar o país na lama da ignorância.

O mundo parece estar perdido.

Sou a favor, explicitamente, de que países unam-se para infiltrarem-se e matem (ou pelo menos sequestrem) estes homens não na calada de uma noite, mas sim sob um lindo dia de sol, para que os olhos destas nações abram-se ao ver o homem que tanto lhes abusou finalmente sair do lugar que jamais mereceu.

Não tenho uma espécie de comportamento doentio. Pelo contrário, sou até contra a pena de morte. Mas para estes homens, não há outra alternativa se não a morte individualista ou a guerra coletiva. Que o povo não sofra, oxalá!

Mas que estes ditadores sejam submersos na sujeira e caos que eles mesmos criaram.

Daqui a alguns dias, posso explicar detalhadamente a situação do Irã a partir da Revolução de 1979, com a saída de Reza Pahlavi e a entrada dos malditos xiitas.

Me perdoem o post radical, mas certas coisas precisam ser ditas.

Fuckim!

Vocês já pararam pra pensar que esse post jamais seria lido se morássemos num desses países? Pior: se fosse lido, eu provavelmente já estaria à sete palmos abaixo da terra.

Etiquetado

Resultado da promoção e muito mais!

 

BOOOOOOOOOOOOOOOOOOOA TARDE!

Como estão todos vocês?! Estou ótimo, e tudo graças ao ano maravilhoso que vocês me deram. Isso mesmo, essa semana, o Blog do Doug comemorou um ano de vida. Sim, um ano desde que aquela minha reportagem na Folha de São Paulo foi publicada. E quanta coisa mudou!

A Literatura ocupou muito mais lugar na minha vida! Fiz novos amigos, fortaleci velhas amizades… e só tenho a agradecer. Vamos ouvir uma música animada enquanto lemos o post? Lá vai!

Uau, quem diria que finalmente eu ganharia meus primeiros centavos com um CONTO! Sim, Um Observador foi premiado, lembram? Poeira das Estrelas e Mãenequim, publicados! E todos você conferiu aqui no blog, com muitas semanas de antecedência.

Terminei Cartas de Siracusa e Supernova ao longo deste ano! E Digitais de um Fantasma está fresquinho, recém-começado.

Quantos filmes vimos, resenhamos, demos nossas impressões.

E, aguardem, que este ano será muito mais recheado! Uma surpresinha virá nos próximos dias, se tudo der certo =D

Mas o que vocês querem saber mesmo, é: O RESULTADO DA PROMOÇÃO LITERATURA EM MOVIMENTO!

Calma, calma. Não se bulam nem façam mucanga. (Onde foi que eu ouvi isso?)

Pois bem, os vencedores!

  • Sofia Castelhano, de São Paulo – SP.
  • Gabriel Pereira, de São Bernardo do Campo – SP.
  • Adrielly Guimarães, de Vitória – ES.
  • Alexsandra Molina, de Aracaju – SE.

UAU! Viram como o blog está ficando conhecido pelo país inteiro?!

E tudo isso graças à vocês, meus leitores amadorados! (amados + adorados). UHAUHAUHAUAHUAH

Obrigado, obrigado, obrigado, obrigado.

E que este ano seja ainda melhor!

Doug.

Etiquetado