Arquivo mensal: agosto 2011

Mega Post: MEU-DEUS-DO-CÉU

Quanta coisa, quanta coisa, quanta coisa! Sinto que vou ficar louquíssimo! #bandida! HAHAHAHA

Vamos do começo, então?

1) Doug, o que você tem lido e visto nestes últimos dias?

Vou ser bem sincero: não tenho postado não é nem por preguiça, é por implicância do WordPress mesmo. A página de Novos Posts simplesmente não abre no meu navegador. Mas, enfim, vamos ao que interessa.

Eu li: A Intimação – John Grisham

Ganhei esse livro de presente de uma das minhas mais queridas leitoras e mais adoradas amigas, Maria Raquel, lá do Doces Comentários Ácidos. Ela me deu junto com outro, O Advogado, também do Grisham. Querem ver a capa?

O livro conta a história de Ray Atlee, um professor de Direito (!) dos Estados Unidos, que tem uma relação “conturbada” com seu pai, o juiz Reuben Atlee e com o irmão drogado, Forrest. Ray é chamado às pressas para visitar o pai pelo próprio, sabendo que a visita seria acerca da partilha dos (poucos) bens do juiz.

Contudo, quando Ray chega à Maple Run – o nome da casa (sim, o livro é tão chique que até as casas têm nome. O nome da minha seria, sei lá, Margareth) do juiz -, algo está errado. Muito errado. E é assim que Ray se vê com 3 milhões de dólares em dinheiro vivo fugindo pelo país.

O livro é ótimo, mas vou admitir: eita comecinho chato! Sério, o livro ficava num marasmo tão grande que por um momento pensei que estava lendo um livro sobre a vida das bactérias (sem ofensa, queridas!). Mas depois que o livro passa da metade… MEEEEEEEU DEUS, o livro vira um page turner, você não consegue parar de ler. Recomendo, recomendo, e agradeço publicamente à Maria Raquel por ter me dado esses presentes lindos, estou em dívida com ela.

Dia desses digito a dedicatória aqui, é linda demais. Ela me chamou de sábio (?!). Sou sábio, sou lindo, sou rycoh.

Estou lendo: Todos os Homens do Xá, de Stephen Kinzer

Livrinho emprestado da Isa, menina linda que estuda comigo. O livro conta a história (real!) da invasão norte-americana no Irã na década de 1950, onde um golpe de Estado planejado pelo Eisenhower e o Churchill derrubou Mossadegh, o primeiro presidente democraticamente eleito do Irã em milênios de História.

O livro tem um prisma surpreendente, que com um pouco de reflexão por parte do leitor leva-nos a conclusões magníficas sobre as reais causas do terror em que o Oriente Médio e os EUA vivem hoje em dia. Eu, apaixonado por política internacional, estou lendo que nem vejo o tempo passar. O livro é maravilhoso para qualquer pessoa que busque saber um pouco mais. E, por um pouco mais, entenda-se: não ser medíocre.

Leitura fácil, obrigatória e inteligente. O Irã é uma nação de contrastes e de exuberância histórica indelével, e só com esse livro estou conseguindo perceber isto.

Eu vi: Tiros em Columbine

Eu assisti este filme pelo computador, mas acredito que se tivesse assistido em DVD o teria guardado dentro de uma caixa de vidro no canto mais alto da casa após tê-lo visto. Michael Moore é o cara.

O documentário Tiros em Columbine (Bowling for Columbine, 2002) conta a história contemporânea americana através do prisma da violência. A facilidade em obtenção de armas, o preconceito, o medo, o 11 de setembro. E tudo isso culminando no atentado à escola Columbine.

Chorei ao longo de vários momentos do documentário, e percebi que os EUA são uma nação democratica e racionalmente falida. E economicamente também, se tudo continuar como está. Tenho verdadeira paixão por alguns aspectos do país, mas às vezes chego a sentir vergonha alheia de certas coisas que acontecem lá. Não me interpretem mal, ainda pretendo viajar muito e os EUA estão no topo de muitas destas viagens, mas… deixemos que a História complete estas reticências.

Eu vi: Coco Antes de Chanel

Coco Antes de Chanel (Coco Avant Chanel, 2009) fala por si só. O filme conta a história de Coco Chanel antes de sua fama mundial, brilhantemente interpretada por Audrey Tautou, da qual sou imenso fã. Me assutou o fato de que a estilista pareceu ter roubado palavras da minha boca ao longo do filme. Sério, com todo o respeito, Chanel e eu temos coisas em comum. HAAHAHA

Vamos dar uma olhadinha no trailer?

2) Doug, você tem novidades sobre Cartas de Siracusa?

Tenho, tenho, tenho! Muitas novidades.

Antes de mais nada, que tal darmos uma olhadinha na CAPA do livro?!

Clica que fica maior! Digam nos comentários, o que acharam?!

Eu amei, amei, amei!

E agora, o mais importante: A DATA DE LANÇAMENTO!

O livro vai ser lançado na Bienal do Rio (CRISTO, SE SEGURA, AÍ VOU EU!) dia 04 de setembro. Mas vou ser figurinha fácil desde o dia 03 lá, quando estarei com grande parte da Nossos Romances Adolescentes vendendo os livros da Larissa Siriani (As Bruxas de Oxford, que você já viu aqui e Toda Garota Quer) aos berros, oferecendo pirulito e entregando convites para o meu lançamento, que será no dia seguinte, domingo, dia 04.

O estande é o P19, no pavilhão verde. Sim, lá na Oficina de Livros, junto com muitos outros livros do selo Subtítulo.

A gente vai se ver lá, né? Daqui a pouco passo mais detalhes, como horários e tudo mais.

3) Doug, verdade que você fez um Tumblr?!

Pois é, pois é, pois é! Quer acessar o Essência Destruída? Só clicar aqui!

Por hoje é só, gente, mas assim que eu tiver mais coisinhas lindas para falar, vocês serão os primeiros a saber!

Beijo!!

Anúncios
Etiquetado ,