Arquivo da categoria: Novos livros

Meu querido diário…

Vamos falar sobre esse fim de semana. Antes de mais nada: Não estava em condições psicológicas de fazer o Domingo da Marina. Já Já explico o porquê. Vamos do início…

Era um lindo sábado, e tinha acabado de receber a recenseadora (Ui, sou recenseadora. É assim que escreve?) do IBGE. Eram apenas 17:00, então vim para o computador e fiquei olhando para a tela.

O item do Microsoft Word saltou aos meus olhos.

Foi então que percebi que terminaria Supernova naquele fim de semana.

Comecei a escrever o início do penúltimo capítulo, Queda, e só parei às duas da manhã, vencido pelo cansaço e pela tristeza de ter de dar adeus à serie que marcou inegavelmente a minha vida.

Dormi, acordei 10:00 no domingo com um suborno da minha mãe:

Filho, passa a roupa para mãe? Te dou uma Coca dois litros.

Como dizer não à sua mãe? Passei a roupa (esqueci de um detalhe: ela só me subornou assim porque no dia anterior ela viu como eu estava compenetrado escrevendo e tomando Coca. Ela me assustava dizendo palavras como úlcera ou coisas assim).

Sim, meu vício enquanto escritor é Coca-Cola. Não é cigarro (eca!) nem bebidas. Minha paixão é a minha nega ♥ HAHAHA.

(Morrendo de rir com o apelido que dei para o refrigerante. Refresco, como diria meu primo).

Que post pessoal, não? Enfim…

Retomei à escrita lá pelas 14:00, após um delicioso almoço com a família inteira. Tias, primos, cachorros… E comecei o derradeiro capítulo. O Fim. Sim, esse é o nome do capítulo mesmo, não é O Fim mesmo. Digo, sim é O Fim, só que… AH! Vocês entenderam.

Epílogo. Meus olhos se encheram de lágrimas. Hallelujah na voz da Kate Voegele ao fundo e as últimas duas páginas do mais importante livro que já vi estavam sendo escritas.

Última frase.

E a maior aventura da vida de Sarah Lambert chegava ao fim.

Pronto. Me A-C-A-B-E-I. Lágrimas, soluços e gritinhos desesperados. Meu pai apareceu aqui no quarto desesperado. “O que aconteceu, filho?!”, perguntou, todo preocupado.

“A S-S-S-S-arah a-c-c-c-c-c-abou!”, solucei.

Ele saiu do quarto e fiquei sozinho. Nem me deu bola.

Mas aquele ponto final me encarava, tristonho, sozinho.

E foi então que percebi o quanto certos pontos finais eram necessários na nossa vida. Eu lembro quando terminei Colisão, e ainda não tinha um enredo sequer para Supernova. Estava desesperado. Mas pouco a pouco a estória foi surgindo na minha cabecinha (cof, cof. Isso aqui mais parece uma jaca!) e as primeiras linhas de Alice e Sarah foram escritas.

Mas… chegou ao fim, sabe?

Refrão de Hallelujah não está ajudando muito neste momento…

É triste, e ao mesmo tempo alegre. Tipo, UAU! Terminei meu quarto livro, e você? Não, eu não escrevi nenhum. Entendem? Mas eu não estava pronto para dizer adeus à Sarah, ao Lynx, Polaris, Aurea, Pyxis e à pobre Lyra, que me abandonou tão precocemente.

Aleluia, Kate Voegele. Aleluia! Deus te abençoe. HAHA.

Mas agora é um adeus mais alegre. É um adeus com cheiro de “vocês estarão sempre dentro do meu coração.” Adeus, meus queridos. É com imensa alegria que derrubo estas lágrimas, sabendo que cada um de vocês cumpriu sua missão com grande competência.

Fim de uma grande fase da minha vida.


E, não, ainda não decidi qual livro irei escrever agora. Tenho suspeitas, mas nada confirmado. Prometo que vocês serão os primeiros a saber logo após eu decidir…

Mas como nem todo adeus é para sempre…

UMA EDITORA ME CONTATOU E QUER UMA CONTINUAÇÃO PARA SUPERNOVA!

Brincadeira, é mentira. Só para descontrair.

Agora, sério:

Cheguei da escola hoje, todo de barriga cheia, e limpei a área, o banheiro, a lavanderia… Enfim, limpei a casa. 14:30 recebo um telefonema, de Guarapuava. Era um tal de Edson, querendo falar comigo. Ele era todo tímido, coitado. Enfim, o telefonema era do CCBEU – Centro Cultural Brasil Estados Unidos. Pelo menos eu ACHO que a sigla significa isso.

O telefonema era sobre minha inscrição no programa Jovens Embaixadores 2011, onde os vencedores ganham uma viagem de 3 semanas para os Estados Unidos, com direito à mini-estadia na Casa Branca. Bem, e é com imensa alegria que venho compartilhar com vocês…

EU FUI UM DOS SELECIONADOS PARA A TERCEIRA FASE!

Agora, dia 10/09 irei para Guarapuava fazer uma prova oral e outra escrita para continuar com o programa. Não é simplesmente mágico? O Edson ficou assustado com eu perguntando:

“É sério?”
“É!”
“Mas sério mesmo?”
“É!”
“Tem certeza?”

HAHAHA! Só eu, Senhor! Quem vai torcer por mim?

Ah, e outra coisa: por que estou postando essas coisas aqui? Porque há uns meses atrás, quando postei sobre minha presença na final do Concurso Jorge Amado (lembram?) houve algumas pessoas que comentaram: acha meeeesmo que vai ganhar? Vai ficar em último!

E, ham, fiquei em segundo lugar em todo o Estado, ganhei livros lindos da Companhia das Letras (♥), dinheiro, além de uma estadia maravilinda num hotel 5 estrelas lá em Curitiba! Conheci até os Bee Gees (quem liga? HAHA).

A questão é: Não se deixem abater quando falarem que vocês não são capazes. Simplesmente se deixem ofender, ouçam o que devem escutar e esperem o mundo dar uma volta. Tudo terá mudado. Quando você sentir que nada está como você planeja, espere.

A vida é aquilo que acontece enquanto fazemos planos! Conhecem o ditado?

É com muita alegria que termino esse post, prometendo que no próximo domingo haverá um Domingo da Marina duplo! E quem está me xingando porque estou fazendo propaganda política no blog, saibam de uma coisa: o blog é meu. HAHAHAHAHA. Brincadeira, vocês são lindos.

Um beijão, leitores e leitoras.

Supernova também é de vocês.

P.S.: Pelo amor de Deus, tenham compaixão e comentem neste post!

Antes que eu me esqueça:

Anúncios
Etiquetado ,

Supernova

E é chegada a hora. O fim se aproxima… Não, não é a sinopse do meu próximo livro. HAHAHA! E sim, é chegada a hora de vermos…

Sim, a capa de Supernova. Mais um trabalho excelente da minha amiga Daniela! Que, por sinal, fez um blog lindíssimo que está ali na barra lateral! Visitem, porque tem textos belíssimos.

Mas, então, o que acharam? Não ficou linda? Até comentaram que foi a melhor das três. HAHAHA! Gente, eu fico aqui pensando… O que será de mim quando a estória da Sarah finalmente for contada, não restando mais nada para ser escrito?

Não, não vou dar uma de Stephenie Meyer e criar um livro à parte. Pelo menos acho que não…

Etiquetado ,

Mais um dia daqueles!

Ulálá. Hoje foi um dia “daqueles”, no bom sentido. Nunca ri tanto na minha vida e conheci gente legal. Dica: venham visitar meu blog no sábado, sem falta. Olha que lindinho [/NÃO] essa poesia introdutória de Supernova, a terceira e última parte de Nebulosa:

Fim  

O fim nada mais é

Do que o calar da consciência

O silêncio da persistência

Um aviso mortal

Uma insuportável rendição

O fim, acima de tudo

É a estrela convalescente

Outrora um astro cadente

Logo, o fim também é

A inegável contemplação

De que o fim se resume

Em sangue, morte e traição.

 

 Yep, fui eu quem fiz. Último livro de Nebulosa, vocês podem acreditar? Eu posso. UAHSUAHSUAHSUASH

Um beijão gente!

 

Etiquetado , , , ,